Páginas

sexta-feira, 23 de abril de 2010

41ª edição -

Por traz de seus olhos.

Correndo por entre as folhagens, sentindo o vento em seu rosto e o manso sol que esquentava sua fase, distraiu-se e tropeçou em uma grande raiz que surgira do chão. Caiu em meio a folhas secas e galhos retorcidos, ainda assustada com o tombo que tinha levado, ainda deitada enxergou uma pequena lagarta que a olhava fixamente, apoiada em um fino galho de um arbusto. Seus olhos se prendem em suas cores e em seu pequenos olhos que gritavam para ela, a lagarta vendo que chamara sua atenção, sussurrou em um tom melancólico uma curta frase -E se você me conhecesse de verdade - , seu coração não acreditara no que tinha escutado, pois seus olhos traziam a imagem do impossível. Tomando novamente as rédeas de suas emoções, entendeu o que a lagarta gritava em seus olhos e resumira em palavras, levantou a sua mão e com seus finos dedos a tocou, vendo que nada acontecera, se levanto, se limpou e continuou seu caminho. Depois de alguns passos, um vento forte soprara em suas costas jogando seus cabelos em seu rosto, um cheiro de rosas se espalhara no ar, com o coração a palpitar, criou coragem em se virar a olhar o que brilhava atrás de si.
Virando, a luz ofuscou seus olhos e entre seus dedos viu algo celestial, asas de penas brancas que se juntavam a um longo e forte dorso de um cavalo alvo como a neve, de crina e calda dourados, que de tão cumpridas, tocam o chão.
Olhava fixamente para ela, balançando sua calda e guardando suas assas em seu dorso, parado ali diante dela, o silencio os dominou, ela olhava ainda não acreditando no que via, pois o impossível acontecera diante de seus olhos.
Então olhando aqueles olhos negros como a noite, entendeu que seu leve toque revelou seu interesse em descobrir o que aquela pequena lagarta escondia em seus olhos. Percebendo que descobrira o que estava diante dela, se aproximou o tocando com os mesmos sentimentos que tinha tocado antes. Vendo que ela ainda queria conhecer mais, se inclinou a convidando para que o montasse.Atendendo a seu convites, galopou por entre as nuvens e nunca mais foi vista onde morava.
Poste para o blog Once Upon a Time
Viajei legal né !!!!!!1

3 comentários:

  1. Viajou, hahaha.
    Mas viajou com estilo. Cara, fiquei fascinado enquanto lia, já fui imaginando que a garota estava sonhando, mas no final perdi a certeza disso. Enfim, ficou muito bom, surreal e me prendeu.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Desculpe a invasão, mas eu tenho uma ótima notícia!

    O Blog Amor, Mistério e Sangue está estreando sua primeira promoção!!!

    O prêmio para o vencedor é o primeiro volume da Série "A guerra das Sombras"

    O Livro de Dinaer
    Para mais informações sobre o livro
    http://www.aguerradassombras.com/dinaer.html

    Você não pode perder essa super promoção!!!
    http://amormisterioesangue.blogspot.com/2010/04/primeira-promocao-do-amor-misterio-e.html

    Bjs e boa sorte!

    ResponderExcluir
  3. Uaaau... arrasou.
    Quero viajar assim tbm rsrs.
    Beijos

    ResponderExcluir